quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Só desta vez!


Sinto o teu sofrimento na poeira dos sentidos, onde as cordas que prendem o teu desejo e que mutilam cada membro teu ressuscitam dessa tortura inacabada.
Assisto ao espectáculo que os teus sonhos me proporcionam quando a meio da noite partem em silêncio solitários e imperfeitos por esse mundo fora à procura de novos crentes. Analiso teu doce corpo, louco de desejo, gasto das guerras perdidas das batalhas falhadas, levado pela brisa do vento sem por momentos se opôr. Anseio pelo teu acordar, onde me alegro com esse sorriso perdido que fica por acontecer. Um sopro de uma ideia pouco original onde acabas por sussurar um "olá" forçado e desajeitado.
Como um sopro que nas asas do vento te leva acordas para uma nova batalha, um novo dia, sem por momentos te lembrares do tumulto da noite passada em que me senti um mero espectador das tuas crises de loucura! Nunca te contarei tal situação de esforços presos em laços enjeitados de prazer, torna-se no tesouro a proteger, onde a tua forma de sentir transforma-se nas minhas noites de prazer. Esse erário ficará protegido pelo nosso esconderijo barrado de um sentimento neutro de cor e sabor, que por mais que alterem o seu tom nunca descobrirão os segredos mudos por ele guardado.
Mas... ao fim do dia o sono e o cansaço tornam-se no teu maior inimigo, prendem-te à cama, onde assisto a uma nova noite de loucura, pois as paredes proporcionaram-me tal espectáculo abrindo o seu segredo ao meu íntimo. Será a última vez que assisto a tal beleza... Prometo!

5 comentários:

Daniel Silva disse...

que delicia de texto. ESCREVES MUITO BEM :) eh eh

hugs

Anónimo disse...

Vejo este sitio teu, no meu refúgio, procuro-te e aqui te encontro em cda palavra, em cda frase, em cda desejo!
Pensando no meu umbigo talvez p ingenuidade encontro partes minhas em mais 1a das tuas belas obras...das melhores talvez! Gosto da simplicidade, gosto da sinceridade, simplesmente gosto, algo perfeito! =)
Sinto-me bem c cda palavra c cda pensamento, hoje fizeste-me feliz!
Obrigada^^
e
Dclpa^^

1a frase de alguém q gosto mto...talvez tema pa 1próximo post quem sabe...

"Porque quem ama nunca sabe o que ama nem sabe porque ama, nem o que é amar... Amar é a eterna inocência, e a única inocência é não pensar..." Alberto Caeiro

*

Thalyta França disse...

=)
ois. hehe quem sois vois?
;*

Make me PURE disse...

gostei muito ;)
Obrigado pelo teu post!
beijinhos

Katia disse...

adoro kd text k eskreves... faz-me paxar p um mundo imaginario durante uns instantes =)
bjs bjs continua =)