quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Barco Fantasma



Não deixes o barco encalhado na terra
Só porque o medo do mar te assusta
Só porque aqui vives de ilusões
E além mar alguém te espera
Alguém desespera como uma onda no mar.
Não cresças em vão em mentiras,
Fazendo castelos na areia sozinho
Parte no teu barco fantasma
E destrói essas águas duras e frias.

Sonha bem alto
Deseja a liberdade
Não te prendas as estes seres
Não desesperes por tão pouco
Pois lá no desconhecido
O ouro será o teu maior tesouro.

Sentes que és capaz,
Ninguém te ensinou
Vai em busca daquilo que te move,
E não vivas como eu já vivi,
Não desistas como eu já desisti.
Leva o teu barco fantasma para águas abertas
E deixa o desejo comandá-lo,
Pois tu és diferente,
Mar aberto ou lagoa foi feito p´ra ti.

Deixa o teu barco fantasma...

1 comentário:

silvia disse...

acho que tenho medo do mar =(