sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Saldos? Não obrigado!

Depois de um período de consumismo ao mais alto nível chega a tão esperada época de saldos! Apesar de o nosso país ter entrado oficialmente em época de recessão, a crise não é comum a todos nós! Com a abertura oficial da época de saldos as enchentes em lojas mais acessíveis a nível de preços é mais que certa.



A mim faz-me confusão entrar numa superfície comercial e ver roupa e mais roupa num monte onde todos tocam e experimentam, porém o pior de tudo isto é encontrar peças de vestuário no chão, mesmo à entrada como que um tapete para a minha pessoa pisar! São centenas de pessoas que diariamente passam por estes locais, pegam, experimentam e na maioria dos casos atiram a roupa para o dito monte ou então para o chão. Custa-me pensar na existência de imensos técnicos que controlam tais espaços deixam passar em claro estas situações em branco, uma vez que a história repete-se de ano para ano.



Uma situação que no meu entender me pareceu extremamente infeliz foi encontrar uma funcionária, em pleno fim de tarde (hora em que a afluência é maior) a retirar todas as peças que estavam penduradas nos cabides para colocar a nova colecção. Até aqui tudo normal, o que me deixou perplexo foi a senhora que conforme retirava peça a peça as atirava para o chão, para os corredores onde os clientes passavam que delicadamente e educadamente se desviavam para não as pisar.

Época de Saldos? Não obrigado!

4 comentários:

Sílvia disse...

Eu um dia destes ia entrar na Stradivarius na esperança de comprar um vestido mas a reacção foi chegar a porta e dar meia volta porque aquilo parecia a feira da ladra. era roupa no chao mas assim tanta roupa no chao como pendurada ou em mesas, empregadas a arrumar e vai alguem logo a seguir desarrumar o verdadeiro drama. Pra mim so escapa a Zara... isto da parte da manha porque a tarde é o degredo....

Lúcia disse...

Pois... Tb me irrita isso. Gosto de ir às compras de manhã quando não há ninguém e qd posso andar com calma.

rosemary disse...

Olha que eu já vi muita roupa aos montes nas lojas, por tudo quanto é lado, mas atirar a roupa para o chão é demais!!!
Eu recusava-me a comprar roupa assim! Tá tudo doido?!?! Dar dinheiro por peças que andaram a limpar o chão que toda a gente pisa?!? Não, é preciso limites...

Obrigada pelo teu comentário no meu blog ;) Volta sempre!

Giga disse...

o giro é ver roupa com defeito a ser levada pelas pessoas. "é de marca e barato!" dizem elas...

pah dar 50 euros por umas calças com uma perna mais curta que outra é fofo... é portugal em 2009...