quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Leveza Pura...


Leveza pura que sinto
Sob o meu sentir avisto teu ego,
Largo-te num gemido, profundo meu e teu
E guardo-te na medida da inocência sentida
Nua de toque, despida de desejo.

3 comentários:

Lívia disse...

q bonito... vou acompanhar mais seu blog.

Dana disse...

Um dos mais belos poemas de amor que já li. E acredita, já li muitos!

***

Sílvia disse...

Ta tao bonito =)