quinta-feira, 16 de junho de 2011

Veneno





Podre! O sentimento que fingi sentir apodreceu,

Perpétuo o rosto semblante que na despedida prostou-se,
Em gestos fracassados naquele olhar terno,

Naquele toque, naquele beijo que, por fim, morreu!


Fraco! Fracacei naquela transcrição,

Pouco me importa quem amo ou creio amar,

Talvez o sonho que na despedida ficou,

QuiÇa a tortura do teu olhar porventura findou!


Indiferente! A quem o sou, a quem me sente,

Jamais habilitarei o sabor que me segue

A ambiguidade que me ausenta,

O desejo inacabado que me ostenta!

3 comentários:

Adh2bs disse...

Pra dizer adeus eu treinei todos os dias,
imaginando cenários fictícios.
Pra dizer adeus eu sufoquei tantas alegrias
e demoli uma porção de edifícios.

Pra dizer adeus endureci o meu pescoço.
Segui em frente sem olhar pra trás.
Aos filés, preferi roer o osso
e sequei lágrimas pra chorar não ser capaz.

Pra dizer adeus abandonei muitos ideais.
Endureci a alma, enganei até a razão.
Inventei mentiras muitas vezes reais
multiplicadas feito poeira pelo chão.

Pra dizer adeus, calei um olá.
Sufoquei um oi, um como vai.
Pra dizer adeus deixei de falar,
deixei de pensar e já não sonho mais.

[Adhemar - São Paulo, 28/02/2011]

Anónimo disse...

Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes mas, não
esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo, e posso evitar que ela
vá à falencia.

Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver apesar de todos os desafios,
incompreensões e periodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos
problemas e se tornar um autor da própria história.

É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oasis no
recôndito da sua alma.

É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da Vida. Ser feliz é não ter
medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para
ouvir um "não". É ter seguranca para receber uma crítica, mesmo que injusta.

Pedras no caminho?
Guardo todas, um dia vou construir um castelo..." :(

. intemporal . disse...

.

.

. isso passa . :) .

.

. e eu ? eu franzo dedos de espera ! . ;) .

.

. abraço.te .

.

.