domingo, 17 de abril de 2011

Hoje!


Arrepios tentadores de pura provocação,

profundamente denunciadores de gestos perdidos,

vincados por rasuras da ignorância fértil.


Observo gavetas que escondem segredos de luz,

Sonhos de papel envidraÇados em tela,

Analiso perdido coisas que nada vejo,

Vontade dispersa no ausente do tudo a que assisto.


Hoje!

3 comentários:

Patricia disse...

Boa Páscoa =)

bjs

. intemporal . disse...

.

.

. hoje .

.

. a palavra assume o dedo que aponta .

.

. talvez como afronta de uma realidade mayor .

.

.

. uma santa páscoa . hugo .

.

.

. e um abraço meu . o de sempre .

.

. paulo .

.

.

Fábio Paulos disse...

gostei de ler, abraço