quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

|Puta|


\Quando a noite surge\

\Acordas para a vida\

\Não vives... Sobrevives! \

\Tomas o teu banho\

\O espelho aconselha-te a PARAR!\

\Incentiva-te à reflexão\

\Choras, estás cansada, mas não dizes NÃO!\

\Borras os lábios, vermelho, o teu baton favorito\

\Roupas provocantes e preparada para a rotina\

\És mulher, submissa\

\O cliente aproxima-se, f***** e paga\

\Quanto é? ... €\

\Cospe nas notas e sopra em direcção ao teu rosto\

\És um objecto, descartável...\

\Mais um cliente, mais um "frete"\

\Pena de ti... do teu Sofrimento, PUTA!\

6 comentários:

Tobias disse...

Puta é uma Deusa grega: Deusa da pureza, inocência(virgindade). Porém, passou-se a utilizar o termo de um modo sarcástico.

Patricia disse...

Gostei

pinguim disse...

Cru, mas belo.

Estrela disse...

Passei por acaso pelo teu blog.... e os teus poemas mereceram a minha atenção... uma escrita transparente... certamente voltarei.

R disse...

pena é a palavra certa.

M@RI P@RREIR@S disse...

Muito legal mesmo! Incrivel o seu poder de transformar situações em histórias emocionantes(por isso eu entendi). Ótimo compartilhar isso com o mundo.