domingo, 24 de janeiro de 2010

Não!


Preciso de perder,

de não acreditar,

de tentar não sentir,

não te tenho nem te sinto, não preciso...

Não desisto! Permaneço.

Sinto-te aqui... Ou não! Talvez, quiça!





...desculpem, não estou!

4 comentários:

EDUARDO POISL disse...

Que a minha solidão me sirva de companhia,
que eu tenha coragem de me enfrentar,
que eu saiba ficar com o nada
e mesmo assim me sentir, como se
estivesse plena de tudo".

Clarice Lispector


Desejo um lindo domingo para você.
Abraços com todo meu carinho

pinguim disse...

É preciso acreditar...

Borboleta disse...

Belo desabafo! bj

PB disse...

Eu estou, estarei sempre (sem ponto final).