quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Desisto? ... talvez não!



Penso na distância que ainda tenho para percorrer e... desisto!!! Desisto tão facilmente sem pensar em mais nada. Deito-me, esperando que a minha vida efémera passe lentamente por mim. Olho à minha volta, reparo que estou só, sem ninguém para me lançar uma mão, sem ninguém para me levantar... e... desisto!!!

Não faz sentido lutar quando à minha volta existem mil dedos apontados a mim, quando as sombras do passado me perseguem, perdendo-me no meu simples ser. Levanto ligeiramente o olhar, e não encontro o fim desta imensa estrada de alcatrão, coberta de pó envolta em luz. Esse mesmo pó em que o meu passado se transformou destrói o meu futuro e apaga a luz e o brilho da minha vida... Essa luz cega-me, oculta-me a direcção a seguir. Essa luz não é minha tento-a expulsar da minha vida que penetrou sem pedir autorização.
Desisto de sonhar, de esperar, de sentir, de acreditar...

Mas não desisto de lutar por mim!

2 comentários:

bio disse...

Esta é a parte em que fiquei completamente engasgada... Adorei... :)Tá tão bonito... Eu sinto-me assim às vezes... A pensar que tudo me abandonou...Mas nada merece a nossa desistência... Porque existem coisas que valem a pena e fazem esquecer os maus momentos :)

Anónimo disse...

Desistir é o lema dos fracos.. :p
acreditar leva-nos mais além...conseuir aquilo que tanto desejamos...às vezes sinto-me como tu...vontade de desistir de partir para longe deixar este mundo cruel à volta do qual me encontro...mas nós merecemos aquilo que queremos assim como aqueles que gostam de nós merecem ver-nos lutar e vencer!
Por isso desistir NUNCA...porque há sempre alguém que perto ou longe está connosco! :D

*