segunda-feira, 8 de agosto de 2011

(in)acabado!

... mas sem nunca nos tocarmos um abraÇo permanece no existir,
o toque é indolor à tua presenÇa, disperÇa-se!
Naturalmente, na ausência do toque o beijo sente-se sem paladar,
mas preenche-me o saber que estás, aí!

Manobro paixões em movimentos desconhecidos do tempo,
onde actrizes invertidas tocam-se em pautas de magnetismo inacabado,
dispersas na impureza do natural, deixando-se observar,
comunicando em mentes inaladas por contornos públicos.

Finjo permanecer no espírito estável que na volta ausentou-se,
audácia em descobrir, nostalgia das origens reportadas,
sofro, maltrato-me, desespero pelo que deixei, tortura!

... as lágrimas percorrem-me o corpo em danças desalinhadas,
em quadros sentimentais que se desvanecem em mim!

tenho saudades do que fomos, menina... *


1 comentário:

Jutilandia Ferreira disse...

...gostaria de lhe convidar para participar do meu blog e também divulgar ou participar do PROJETO SINTONIA.
obrigada!

http://jutilandia-terapeuta.blogspot.com/