quinta-feira, 19 de maio de 2011

Chuva



Hoje, hoje sinto saudade...

Sinto-a desde o momento em que não te vi,
Um sentimento de culpa?

Talvez ausência ou depressão,

Uma expressão com sabor a perda,

De quem ainda te sente.

Permaneço em recordações,

Reencontro-te nas minhas fraquezas,

Dos tempos desencontrados nos instantes,

Das emoções absurdas que me iludiram,

Do sentimento perfeito que gaurdei,

Chuva divina percorre meu rosto,

Arrependido do que não escolhi e fugi,

Na esperança da tua presença,

Neste espaço invadido em mim, em ti!

3 comentários:

JL disse...

"Creio que foi o sorriso,
o sorriso foi quem abriu a porta.
Era um sorriso com muita luz
lá dentro, apetecia
entrar nele, tirar a roupa, ficar
nu dentro daquele sorriso.
Correr, navegar, morrer naquele sorriso"

Leila Andrade disse...

lindo blog

J.M.L disse...

Nossa...simplesmente LINDO.